Vivências de Kuṇḍalinī Yoga

Iniciei a prática de Kuṇḍalinī Yoga em 2005 e minha vida se transformou radicalmente. Não tenho palavras para descrever o impacto dessa prática energética e poderosa em minha vida. Toda a potência e importância desta prática me levou a realizar a formação de professores com Subagh Kaur Khalsa e ao curso avançado (nível II) com Shiv Charan Singh, ao quais agradeço imensamente pelos ensinamentos que recebi. Essa prática de Yoga foi desenvolvida por Yogi Bajhan e trouxe imensas e transformadoras mudanças em minha vida e na vida dos meus alunos.” – Flávia Bianchini

A antiga modalidade de Haṭha-Yoga, desenvolvida na Índia mil anos atrás, utilizava práticas com a Kuṇḍalinī, fazendo com que esta penetrasse no canal (nāḍī) suṣumṇā e ativasse os vários cakras, produzindo uma transformação da estrutura sutil do yogin ou da yoginī. A modalidade de Kuṇḍalinī Yoga desenvolvida por Yogi Bhajan no século XX é um tipo de Yoga mais suave, mas que também atua na estrutura sutil ou energética do praticante. Sua prática dá ênfase às posturas (āsanas) e movimentos, em um ritmo sincronizado com práticas de respiração (prāṇāyāma). A prática de Kuṇḍalinī Yoga de Yogi Bhajan utiliza também gestos com as mãos (mudrās) e o canto de mantras. O aquecimento para a aula se dá por meio de alongamentos e exercícios específicos para preparar o corpo e a coluna e só então se inicia a sequência de exercícios, que são chamadas de kriyās. 

Em outros tipos de Yoga, as kriyās são práticas de purificação. Porém, no Kuṇḍalinī Yoga de Yoga Bhajan, são constituídas por uma sequência fixa de posturas que não pode ser alterada. São séries de exercícios com movimentos sincronizados com a respiração que visam atingir um determinado fim como, por exemplo, regular o sistema nervoso, fortalecer o sistema imunológico ou equilibrar o corpo e a mente. Durante a execução das kriyās, além da respiração sincronizada, os mudrās também desempenham papel muito importante. A kriyā e a meditação são selecionadas em cada aula pelo instrutor com o objetivo de atender à necessidade dos praticantes.

Após a kriyā, dedica-se um tempo ao relaxamento em postura deitada (śavāsana). Depois, os praticantes fazem uma meditação – que pode ter um objetivo, como tirar os obstáculos do caminho –, que é acompanhada por uma respiração específica e por uma mudrā. 

A técnica de Kuṇḍalinī Yoga desperta o potencial de cada pessoa e conhecimento interno, abrindo a percepção para a consciência suprema. Sua prática se reflete em cada aspecto da vida do praticante e eleva o nível de consciência.

Ofereço a prática de Kuṇḍalinī Yoga através de diversas formas, como workshops, aulas temáticas, palestras, vivências, programas de gerenciamento de stress, vivências específicas de Kuṇḍalinī Yoga e meditação com gongo. 

SHRI YOGA DEVI

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone YouTube
Cadastre-se para receber novidades!
430485-PE9ZCG-718.png

Serra da Mantiqueira - Caixa Postal 188

CEP 37640-970 Extrema, MG