Blog Shri Yoga Devi
Bem vindos!!!
www.shri-yoga-devi.org
 
Postagens do Blog
+ 2013 / 1º semestre
+ 2012 / 2º semestre
+ 2012 / 1º semestre
+ 2011 / 2º semestre
+ 2011 / 1º semestre
+ 2010 / 2º semestre 
+ 2010 / 1º semestre
+ 2009 / 2º semestre
 
EU SOU
Flávia Bianchini
Satyananda Svarupini (Flávia). Sou Instrutora de Kundalini Yoga e Artista Plástica. Coordeno o espaço Shri Yoga Devi onde ministro aulas de Yoga. Veja o site: www.shri-yoga-devi.org

Maha Devi
"Do meu Poder tudo brota,
Por meu Poder tudo se sustenta,
Por meu Poder tudo se dissolve.
Eu sou este Brahman sem dualidades."
Kaivalya Upanisad

Vídeo do mês: Durga Āratī 

Selecionamos neste mês um vídeos do YouTube com a gravação de um Arathi cantado para a Deusa Durga. Apresentamos nesta página uma explicação sobre este ritual, e o texto do hino que é cantado no mesmo.

O que é um Āratī, Arathi, Ārthi ou Ārti?

Ārāttika em sânscrito, e Āratī, Arathi, Ārthi ou Ārti em hindi, é um ritual religioso de adoração hindu, uma parte do Puja, em que uma chama (normalmente oriunda de pavios de algodão embebidos em ghī - manteiga clarificada, líquida) ou cânfora, é oferecida a uma ou mais deidades. A palavra também pode se referir à canção tradicional devocional hindu que é cantada durante o ritual.

arati dedicado a deusa durga

O devoto canta o Āratī em louvor à divindade, enquanto faz movimentos circulares, sempre em sentido horário, com um “prato de Āratī " ou "lâmpada de Āratī " diante de uma ou das divindades oferecendo assim tanto a luz como o som, a música. A ideia do movimento circular no Āratī representa nossas atividades diárias, que giram em torno do Divino, o centro de nossa vida. Ao fazer isso, o prato ou a lamparina simbolicamente adquirirem o poder da divindade, e o devoto ou sacerdote circula o prato ou lâmpada para todos os demais devotos presentes, que passam as palmas das suas mãos sobre a chama e então levam suas mãos para sua testa (este movimento pode ser feito uma ou três vezes) – levando a bênção e purificação proveniente da imagem do Deva transmitida à chama para o devoto.

lampara de arathi, arati, aarti

Em algumas regiões, uma sankha (concha) é soprada para iniciar o Āratī, e um número ímpar de varetas de incenso é oferecido à divindade. 

blowing conch shell, sankha

A lamparina é oferecida para a divindade e depois circula entre os devotos. A concha é então preenchida com a água, e também é oferecida para a deidade e depois é vertida em um aspersor e aspergida sobre os devotos. Um pano e flores então são oferecidos, e as flores são distribuídas aos devotos, que as cheiram. 

laparada de arati, prato de aarti

Āratī é executado e cantado para desenvolver o mais elevado amor pelo divino. "Ā" significa "em direção ou para", e "rati" significa "direito ou virtude" em sânscrito. A palavra também se refere a um tipo de pano que os devotos usavam sobre os corpos durante o ritual, ou um "pano brilhante" que indica que eles o usam para uma prática religiosa.

arati para a deusa durga

Āratī é oriundo dos rituais vêdicos, tem sua origem nos antigos rituais do fogo ou homa. Na cerimônia tradicional de Āratī, alguns itens são oferecidos à divindade simbolizando os cinco elementos: 1) éter (Akasha), 2) vento (Vayu), 3) água (Jala), 4) fogo (Agni), e 5) Terra (Prithvi). Os oferecimentos são: uma flor representando a terra (solidez), a água correspondem ao elemento água (liquidez), uma lâmpada ou vela representando o elemento fogo (calor), um leque de penas de pavão que transmite a preciosa qualidade do ar (movimento), um abanador de cauda iaque que representa a forma sutil do éter (espaço). O incenso representando um estado de espírito purificado e a inteligência é oferecida através do cumprimento das regras do tempo e da ordem dos oferecimentos. Assim, uma existência inteira e todas as facetas da criação material são simbolicamente oferecidas à deidade através da cerimônia de aarti. 

oferecimento no puja

Āratī é realizado durante quase todas as cerimônias hindus e ocasiões importantes, e normalmente é realizado 1 ou 5 vezes por dia, no final de um Puja (no sul da índia) ou Bhajan (no norte da Índia). 

O prato de Āratī é feito de metal – bronze, prata ou cobre. Sobre ela deve repousar uma lâmpada feita de farinha amassada, argila ou metal, cheio de óleo ou ghi. Uma ou mais mechas de algodão (sempre um número ímpar) são colocados dentro do óleo ou ghi e em seguida são acesas, ao invés disso pode-se queimar a cânfora. O prato também pode conter flores, incenso e akshata (arroz cru misturado com açafrão). 

prato de arati

Durante o Āratī o devoto se concentra na forma da Deidade, olhando nos olhos da divindade com a intenção de imergir na essência divina. A chama do Āratī ilumina as várias partes da divindade, de modo que o devoto e os demais possam ver e se concentrar na deidade, de modo que todos se lembrem de manter o divino no centro de todas as atividades e reforçar o entendimento de que as atividades rotineiras mundanas são secundárias e sem importância.

Deusa durga, goddess durga

As diferentes correntes devocionais e escolas possuem suas próprias canções de Āratī. E geralmente canta-se o Āratī da divindade do ritual que está sendo realizado. Apresentamos aqui o Durga Āratī também conhecido como “Om Jai Ambe Gauri” ou “Om Adya Shakti”.

Este é um aarti cantado em diferentes e diversas ocasiões para a Deusa Durga.

MA DURGA AARTI
http://www.youtube.com/watch?v=xvJUMbJsjpc

LETRA PARA CANTAR (EM HINDI):

Jai Ambe Gauri, Mayya Jai Shyama Gauri
Tumko Nish-Din Dhyavat, Hari Brahma Shivari [1] 
Jai Ambe Gauri
Maang Sindoor Virajat, Tiko Mrig-Mad Ko
Ujjwal Se Dou Naina, Chandra Vadan Niko [2]
Jai Ambe Gauri
Kanak Samaan Kalewar, Raktaambar Raaje
Rakt Pushp Gal-Mala, Kanthan Par Saaje [3]
Jai Ambe Gauri
Kehri Vahan Rajat, Kharag Khapar DhaariSur Nar Muni Jan Sevat, Tinke Dukh Haari [4]
Jai Ambe Gauri Kanan Kundal Shobhit , Naas-Agre Moti
Kotik Chandra Divakar, Sum Rajat Jyoti [5]
Jai Ambe Gauri
Shumbh Ni-Shumbh Vidare, Mahisha Sur Ghati
Dhumra-Vilochan Naina, Nish-Din Mad Mati [6]
Jai Ambe Gauri, Chandh Mundh Sangh-Haare, Shonit Beej Hare, Madhu Kaitabh Dou Maare, Sur Bhe Heen Kare [7] Jai Ambe Gauri
Brahmani Rudrani, Tum Kamla Rani
Aagam Nigam Bakhani, Tum Shiv Patrani [8]
Jai Ambe Gauri, Chon-Sath Yogini Gavat, Nritya Karat Bhairon,Baajat Taal Mridanga, Aur Baajat Damaroo [9]
Jai Ambe Gauri
Tum Ho Jag Ki Maata, Tum Hi Ho Bharta
Bhakto Ki Dukh Harata, Sukh Sampati Karata [10]
Jai Ambe Gauri
Bhuja Chaar Ati Shobhit, Var Mudra Dhaari
Man Vaanchit Phal Pavat, Sevat Nar Naari [11]
Jai Ambe Gauri
Kanchan Thaal Virajat, Agar Kapoor Baati
Shri Maal-Ketu Me Rajat, Kotik Ratan Jyoti [12]
Jai Ambe Gauri
Shri Ambe-Ji-Ki Aarti, Jo Koi Nar Gaave
Kahat Shivanand Swami, Sukh Sampati Paave [13]
Jai Ambe Gauri

durga aarti arathi

TRADUÇÃO:
Glória a você, ó
Divina Mãe Gauri, glória a você, ó Parvati, que são tão ricas em graça, e objeto da meditação diária de Brahma, Vishnu e Shiva. Ó Ambe! Em sua testa há uma marca vermelha, juntamente com uma marca de almíscar. Seus olhos são brilhantes e seu rosto belo como a Lua. Seu corpo tem um tom de ouro e está belamente vestida em traje vermelho; sobre sua garganta há uma guirlanda de flores vermelhas, como um belo colar. O seu veículo é o leão, ó Mãe, de acordo com a sua majestosa forma, você segura uma espada e um crânio em suas mãos, e você dá assistência aos deuses, aos eremitas, e aos homens seus devotos, cuja tristeza quer arrancar. Você é adornada com brincos em suas orelhas e com pérola na ponta do seu nariz; seu brilho parece tão belo como a de uma miríade de luas e sóis. Ó matadora do demônio Mahisha, você destruiu os corpos de Shumbha, Nishumbha e Dhumravilochana. Seus olhos refletiam um frenesi de ira todos os dias e noites. Você é a amada companheira de Brahma, Rudra e Vishnu. Vedas e Shastras a descrevem como a rainha companheira de Shiva. Sessenta e quatro Yoginis cantam sua glória e te glorificam, enquanto Shiva dança em sintonia com o acompanhamento do som do tambor e do damaru. Você é a mãe do universo, a toda-poderosa, o seu sustentáculo, a apaziguadora das dificuldades dos seus devotos e doadora de prosperidade e felicidade. Os seus quatro braços te adornando, enquanto sua mão levanta-se em bênção revelando seu aspecto compassivo. Aqueles entre os homens e mulheres que esperarem por você e a adorarem, terão todos os seus desejos realizados. Em um prato de ouro,  estão aloé e cânfora, sendo que ambos têm iluminado, e o esplendor de sua testa está refletindo o esplendor das gemas.

Durga puja

separador


Espaço de yoga Shri Yoga Devi
Campina Grande, Paraíba
http://www.shri-yoga-devi.org/

...
FaceBook link
.