Blog Shri Yoga Devi
Bem vindos!!!
www.shri-yoga-devi.org
 
Postagens do Blog
+ 2013 / 1º semestre
+ 2012 / 2º semestre
+ 2012 / 1º semestre
+ 2011 / 2º semestre
+ 2011 / 1º semestre
+ 2010 / 2º semestre 
+ 2010 / 1º semestre
+ 2009 / 2º semestre
 
EU SOU
Flávia Bianchini
Satyananda Svarupini (Flávia). Sou Instrutora de Kundalini Yoga e Artista Plástica. Coordeno o espaço Shri Yoga Devi onde ministro aulas de Yoga. Veja o site: www.shri-yoga-devi.org

Maha Devi
"Do meu Poder tudo brota,
Por meu Poder tudo se sustenta,
Por meu Poder tudo se dissolve.
Eu sou este Brahman sem dualidades."
Kaivalya Upanisad

Mitologia Indiana: As Nove Durgās

No Norte da Índia, o Navaratri é chamado de Durgā Puja. Durgā é uma das manifestações da Grande Deusa (Maha Devi) ou Shakti (a Poderosa). No Devi Mahatmya, Durgā é a destruidora do asura (demônio) Mahishasura. É uma divindade guerreira, ao contrário de Lakshmi e Sarasvati.

Durga Marishasura Mardini

No Norte da Índia, cada um dos nove dias do Navaratri ou Durgā Puja é dedicado a uma das nove formas de Durgā (Navadurgā): Śailaputrī, Brahmacārini, Candrakaṇṭā, Kuṣhmāṇḍā, Skandamātā, Kātyāyanī, Kālarātrī, Mahāgaurī and Siddhidātrī. No primeiro dia do Navaratri, a primeira canção Garba deve ser, tradicionalmente, a "Padve Thi Pahelu Maa Nu Nortu", que descreve a importância e os poderes dessas nove formas da Deusa Durgā .

NavaDurga - as nove Durgas

No primeiro dia do Navaratri é celebrada Durgā Śailaputrī (a filha da montanha). Em um primeiro nascimento ela foi a filha de Daksha. Seu nome era Sati Bhavani, e sua mitologia está focalizada sobre o modo como se tornou a esposa de Shiva, e sobre sua morte. Em um segundo nascimento, tornou-se Parvati (que também significa filha da montanha), ou Hemavati (filha do Himalaia). Ela é representada montando um touro (que é também o veículo de Shiva) e carregando um tridente e uma flor de lótus nas suas mãos. 

Durga Shailaputri Durgā Śhailaputrī

A segunda forma de Durgā é BrahmacāriniBrahmacārini é aquele que realiza austeridades (tapas) e que tem uma boa conduta. Ela é representada segurando um rosário (mala) na mão direita e um pote (kamandala) na esquerda. Representa uma fase da vida de Parvati, quando ela realizou austeridades rigorosas para se tornar a esposa de Shiva. Brahmachari representa o poder do esforço, da ação correta e da determinação. 

Durga Brahmacharini Durgā Brahmacārini

A terceira deusa é Candrakaṇṭā (aquela que tem uma meia-Lua na fronte). Ela tem dez mãos, pele dourada, aparece montada sobre um leão ou tigre, tem três olhos e segura armas e outros objetos em suas mãos.  Ela é poderosa e está preparada para lutar contra os demônios. O som de sua concha assusta todos os inimigos. É invocada para conceder paz, tranquilidade e prosperidade. 

Durga Chandraghanta  Durgā Candrakaṇṭā

A quarta Durgā é Kuṣhmāṇḍā. Na mitologia Shakta, ela é quem cria todo o universo a partir de um ovo (āṇḍā), que surge quando ela ri. Está associada ao Sol, e brilha para todas as direções. Tem oito mãos, que seguram um rosário (mala) e sete tipos de armas. É mostrada montada em um leão. É uma manifestação criadora da Grande Deusa.

Durga Kushmanda Durgā Kuṣhmāṇḍā

Skandamātā (a mãe de Skanda, ou Kartikeya) é o quinto aspecto de Durgā. Ela é representada acompanhada por Skanda sob a forma de uma criança. Ela tem quatro braços e três olhos. Segura Skanda no braço direito inferior, flores de lótus nas mãos direita e esquerda superiores, e com a quarta mão faz um gesto que concede bênçãos e dádivas. Às vezes é representada sobre um lótus. 

Durga Skanda Mata Durgā Skanda Mātā

A sexta forma de Durgā é Kātyāyanī - a filha do rishi Kātyāyana. Esse sábio realizou grandes austeridades para conseguir fazer com que a Mãe Suprema (Paramba) nascesse como sua filha, e conseguiu esse desejo. Ela tem três olhos e quatro ou oito braços, que seguram vários tipos de armas. Ela é mostrada montada sobre um leão. 

Durga Katyayani Durgā Kātyāyanī

Kālarātrī (a noite negra) é a sétima forma de Durgā. Ela tem aparência escura como Kālī, cabelo desgrenhado e uma postura ameaçadora de desafio. Tem um colar de raios faiscantes, seus três olhos emanam uma luz brilhante e chamas terríveis brotam de sua boca e de seu nariz quando respira. Seu veículo é o jumento. As suas mãos do lado direito fazem gestos de conceder dádivas a seus devotos e de remover todos os temores. Sua mão esquerda superior segura uma arma semelhante a uma foice e a inferior uma adaga. É mostrada, às vezes, de pé sobre um cadáver (Shava). Pode ter também uma espada na mão direita e uma tocha na esquerda. 

Durga Kalaratri Durgā Kālarātrī

A oitava Durgā é Mahāgaurī (a grande brilhante). Ela tem a pele branca como madrepérola, como a Lua e o jasmim. Ela tem oito anos de idade. Suas roupas e ornamentos são brancos. Seu veículo é um touro. Tem quatro mãos. Com duas mãos faz os gestos de proteção (afastando os temores) e de bênção, e com outras duas segura um tridente e um pequeno tambor (damaru), cujo som afasta os demônios. Sua aparência é pacífica. Seu poder é infalível e instantâneo. Através de seu culto, todo karma dos seus devotos é destruído. 

Durga Maha Gauri Durgā Mahā Gaurī

Siddhidātrī (a doadora de perfeições) é a nona e última forma da Deusa. Ela tem poderes sobrenaturais de cura. Tem quatro braços e é mostrada em uma postura alegre e encantadora. Seu veículo é o leão. Ela abençoa todos os devas, sábios, yogins e devotos, como manifestação da Deusa Mãe. Através dela, Shiva obteve todas as perfeições (siddhis), que são os poderes obtidos pelos yogis. É cultuada para a obtenção dos maiores resultados espirituais. 

Durga Siddhidatri Durgā Siddhidātrī

separador


Espaço de yoga Shri Yoga Devi
Campina Grande, Paraíba
http://www.shri-yoga-devi.org/

...
FaceBook link
.