Blog Shri Yoga Devi
Bem vindos!!!
www.shri-yoga-devi.org
 
Postagens do Blog
+ 2013 / 1º semestre
+ 2012 / 2º semestre
+ 2012 / 1º semestre
+ 2011 / 2º semestre
+ 2011 / 1º semestre
+ 2010 / 2º semestre 
+ 2010 / 1º semestre
+ 2009 / 2º semestre
 
EU SOU
Flávia Bianchini
Satyananda Svarupini (Flávia). Sou Instrutora de Kundalini Yoga e Artista Plástica. Coordeno o espaço Shri Yoga Devi onde ministro aulas de Yoga. Veja o site: www.shri-yoga-devi.org

Maha Devi
"Do meu Poder tudo brota,
Por meu Poder tudo se sustenta,
Por meu Poder tudo se dissolve.
Eu sou este Brahman sem dualidades."
Kaivalya Upanisad
Agenda
Agosto de 2011

MEDITAÇÃO DO MÊS - KUNDALINI YOGA
MEDITAÇÃO PARA MENTE NEUTRA

Em cada mês apresentamos uma sugestão de meditação, asana ou kriya, que pode ser utilizada por todos os praticantes de Yoga, desde que sigam as orientações apresentadas.

A prática de Kundalini Yoga é precedida por dois mantras: Ong Namo Guru Dev Namo (cantar três vezes) e Ad Gurey Nameh, Jugad Gurey Nameh, Sat Gurey Nameh, Siri Guru Dev Nameh (cantar três vezes); veja a música no YouTube:

http://www.youtube.com/watch?v=mKew4Wa6Br0

Realiza-se a prática (meditação, kriya, asana, etc.) e finaliza-se cantando Sat Nam (Sat cantado longo e Nam curto em uma expiração, três vezes).

Meditação mente neutra

"É fácil escutar a verdade, difícil é vivê-Ia e absorvê-Ia em sua mente e em seu coração. A Mente Neutra abre o espaço para a profunda lembrança do Ser e da Alma. Japa (repetição do mantra) executado com a Mente Neutra refinada conduz ao estado de Naam Chit Aveh. A Mente Neutra existe para dar-lhe o toque da expansão, fazendo com que os pensamentos não perturbem a sua constante luz interior". (Yogi Bajhan)

Postura: Posição fácil, com a coluna reta. Coloque ambas as mãos no colo, mão direita sobre a esquerda, com as palmas para cima. Os polegares podem ou não se tocar pelas extremidades. Remova toda a tensão do corpo, sinta que alcança o equilíbrio. Feche os olhos, sinta o seu Ser sentado pacificamente e cheio de radiância e, então, permita que a sua energia se concentre como um fluxo entre as sobrancelhas. Permita que a respiração se auto-regule, alcançando um estado de respiração lenta, quase suspensa. Concentre-se sem esforço no ajna chakra e, mentalmente, vibre o mantra Wa He Gu Ru, “a identidade finita que vai da escuridão para a luz”, em um mono tom simples, como se estivesse cortando o som, projetando cada sílaba do mantra distintamente.

Invoque o seu Ser Superior e continue através de todas as barreiras. Deixe tudo ir embora e deixe o Divino entrar. Pratique esta meditação de 11 a 31 minutos.


LIVRO DO MÊS:

TATTVABODHAH:
"O CONHECIMENTO DA VERDADE" de  Adi Sankaracharya

Por Gloria Arieira

Adi Sankaracharya

A autoria do texto em sânscrito do Tattvabodhah é atribuída a Shri Adi Shankaracharya, grande mestre do Advaita Vedanta, apesar de algumas controvérsias, por causa do estilo simples, em comparação com outros textos do mesmo autor.

A simplicidade do texto, quase todo em pergunta e resposta, entre mestre e aluno, não é sinal de pouca relevância no estudo de Vedanta. Praticamente todos os principais conceitos vistos nos textos mais avançados são tratados no Tattvabodhah. A forma em resposta “mastigada” para cada pergunta sobre estes conceitos faz do texto um ótimo início ao estudo. 

Os temas tratados pode ser agrupados em: 1) As qualificações necessárias ao estudante; 2) o Ser (Atman); 3) O universo; e 4) O processo de libertação e o ser liberto em vida.

Gloria Arieira, a tradutora e comentadora, estudou com Swami Dayananda Saraswati por vários anos e ensina Vedanta no Brasil há outros muitos. Sua tradução, bem como os comentários de muitos dos versos, garantem o bom direcionamento do ensinamento, que pode ficar bastante hermético sem um professor qualificado.

Vedanta Glória ArieiraGlória Arieira

Gloria Arieira é a fundadora e diretora do Vidya Mandir. Em janeiro de 1974 foi para a Índia estudar com Swami Dayananda, que se tornou seu mestre. Com ele estudou até julho de 1978, retornando então ao Brasil. Além de permanecer no Ashram, um local de estudo e vivência com o mestre, em Mumbai, norte da Índia, viajou para vários lugares seguindo Swami Dayananda em cursos, palestras e visitas a lugares sagrados. 

Desde seu retorno, vem ensinando Vedanta e Sâsncrito no Rio de Janeiro e em outras cidades do Brasil e também no Porto, em Portugal. Dedica-se também ao trabalho de tradução para o Português dos textos em Sânscrito. É responsável pela publicação em português dos livros de Swami Dayananda, editados pela Vidyamandir Editorial. Para saber mais sobre o trabalho de Glória Arieira, acesse o Website: http://www.vidyamandir.org.br/  

Glória Arieira

Sobre o livro 

O problema de cada um se resume na ignorância, ignorância de si mesmo. Ao identificar o 'eu' ora com o corpo, ora com a mente, ora com nossa relação aos outros, demonstramos ignorância de nós mesmos. Este é o problema. 

Para adquirir algo, necessito fazer alguma coisa; o fazer, uma ação, se chama karma em sânscrito. Mas ação - seja uma ou um número infinito delas - não acarreta a destruição da ignorância. Então, a solução só pode ser conhecimento, e para tal é necessário um meio de conhecimento.

Vedanta é um meio de conhecimento que tem o sujeito como seu tema.

Adi Sankaracharya

Se quiser saber mais informações sobre sobre Adi Sankaracharya, disponibilizamos muitas informações na Newsletter de Junho, acesse o seguinte link:
http://www.shri-yoga-devi.org/Blog/2011-06-Shankaracharya.html

NOVO TEXTO DO SITE:

Tattva Bodha / Viveka Chuda Mani
(O Despertar para a Realidade / A Jóia Suprema da Discriminação)
de  Adi Sankaracharya

Todo mês estamos adicionando novos textos para leitura na biblioteca virtual do nosso site Shri Yoga Devi

Neste mês, colocamos à disposição dos nossos leitores uma tradução completa para o espanhol do texto Tattva Bodha, de Adi Sankaracharya, acompanhado por outra obra fundamental do mesmo autor, Viveka Chudamani. As duas traduções, realizadas por Hugo Labate, são acompanhadas pelo texto em sânscrito, transliterado. 

Leia mais sobre esse importante texto, neste link.

ado sankara


VÍDEO DO MÊS:

Documentário "Devi, Índia Divina"

O documentário "Devi Índia Divina" traz todas as peculiaridades, cores, cheiros e belezas da Índia, numa linguagem leve, fácil e espiritualmente indiana.

Mostra as mulheres indianas e o culto às deusas e à Shakti, energia "feminina" que movimenta as forças do universo. O filme é uma homenagem ao feminino, tanto em sua forma física quanto sutil. Traz uma interessante leitura e demonstração das quatro castas da Índia em seu cotidiano e religiosidade, especialmente a dignidade, expressões culturais e espirituais das castas baixas.

Devi

Apresenta a diversidade e riqueza da cultura de Kerala, região do sul do país. Kerala é a terra do ayurveda, é a terra do coco, a rota das especiarias, do teatro sânscrito Kuttiyattam (o mais antigo estilo de teatro ainda vivo e mantido intacto) e de antigas artes marciais;

 Para assistir ao documentário e mais informações siga este link.

FESTIVIDADE DO MÊS:

NAVARATRI

O Navaratri é um festival Hindu que dura 9 dias (ou 10 dias em algumas tradições, com o último dia dedicado à Shri Yoga Devi - o dia da Grande Vitória). Navaratri pode ser decomposto em “Nav” que significa nove e “ratri” que significa noites (Festival das Nove Noites). A festa é dedicada à Grande Deusa indiana e é um dos maiores festivais do Hinduísmo. 

Durante o Navaratri, as pessoas se juntam, à noite, para dançar e festejar. Os devotos fazem puja (rituais), e oferecem à deusa Durga prasad (alimento) e chundri (um pequeno tecido vermelho).

navaratri

Em cada ano, a data do Navaratri é diferente, porque está associada à fases da Lua. Em 2011, o Festival começa no dia 28 de setembro, e para cada dia há uma forma da Grande Deusa que é cultuada:
28/09, 29/09, 30/09 (Durga)
01/10, 02/10  03/10 (Lakshmi)
04/10, 05/10 e 06/10 (Saraswati)
décimo dia 07/10 (Vijaya Dasami ou Dia da Vitória – Yoga Devi).

Na tradição hindu, a Deusa, Mãe Divina, ou Shakti (energia feminina), é apresentada em suas três formas principais: Durgá, a deusa da Destruição; Lakshmi, a deusa da Prosperidade; e Sarasvati, a deusa do Conhecimento. Elas representam as três qualidades da Natureza: Tamas, a inércia ou ignorância; Rajas, a atividade ou paixão; Sattva, o equilíbrio ou pureza.

Durante o Festival de Navaratri (Nava = nove, ratri = noite) ou Dasara (adoração às 3 Devis ou deusas), que ocorre na época que, para nós, corresponde aos meses de setembro e outubro, estas três formas da Deusa são reverenciadas.

durga

"Saudações a Divina Mãe Durga, que existe em todos os seres na forma de inteligência,misericórdia, beatitude, que é a consorte do Senhor Siva, quem cria, sustenta e destrói todo o universo"

DIAS 
28, 29, 30/09 (TRÊS PRIMEIROS DIAS)  →  DURGA
Maha Durga (a grande Durga) é a Shakti (energia feminina ou consorte) do Senhor Shiva, aquele que corresponde ao terceiro aspecto da Trimurti (Trindade Hindu) e representa os aspecto Destruidor/Transformador de Deus. Sendo assim, ela manifesta o poder destruidor de Shiva, que é a característica da Guna (qualidade) tamásica, representada pela cor preta. Durga vence a escuridão, destruindo a ignorância para que a transformação possa ocorrer. Aquela que remove os obstáculos:
108 Gayatri / Om Dum Dhurge Namaha
 
DIAS 
01, 02,  03/10 (QUARTO AO SEXTO DIA)  →  LAKSHIMI
MahaLakshmi (a grande Lakshmi) ou Sri Lakshmi (literalmente, "marca"), é a Devi que corresponde ao Senhor Vishnu, o aspecto Preservador/Conservador da Trimurti. Como sua Shakti (energia feminina), ela representa a qualidade rajásica (atividade), necessária para garantir a preservação da Criação. Lakshmi simboliza o poder do pensamento purificado e é a encarnação do amor e da misericórdia, por isso, o órgão que a representa é o coração e sua cor é o vermelho. Aquela que promove prosperidade.
108 Gayatri / Om Srim Maha Lakshimyei Namaha
 
DIAS 
04, 05,  06/10 (SEXTO AO NONO DIA) → SARASVATI
Sarasvati (literalmente, “aquela que flui”) é a consorte do Senhor Brahma, o aspecto Criador da trindade hindu. Como sua Shakti, ela simboliza as qualidades satvicas (equilíbrio – pureza), necessárias à Sabedoria. Por isso, ela é representada pela cor branca. Sarasvati também simboliza a boca e a pureza da fala (que confere poder à palavra proferida).
Sarasvati é considerada a Deusa das Ciências, das artes e da Sabedoria.
108 Gayatri / Om Aim Namaha Saraswatyai 

DÉCIMO DIA, 07/10 – VIJAYA DASAMANI OU DIA DA VITÓRIA – YOGA DEVI
O ponto culminante do Festival acontece no décimo dia, conhecido como Vijaya Dasami (Dia da Vitória). Ele indica que o êxito da Realização é possível para todo aquele que verdadeiramente se dispõe a enfrentar e destruir a escuridão da ignorância, na qual o homem comum se encontra imerso.
108 Gayatri / Om Hrim Yogadeviaya Namaha

durga lakshmi saraswati

Veja a nossa postagem do ano passado sobre o Navaratri:
http://www.shri-yoga-devi.org/Blog/2010-10-Navaratri.html

Estamos adicionando também, em outra página, um texto relacionado ao Navaratri: DURGA-PUJA, SEUS FATOS E SUA FILOSOFIA de Swami Nikhilananda.

Leia esse texto, neste link.

separador

MEDITAÇÂO DA LUA CHEIA

A Lua Cheia de Setembro foi no dia 12/09, segunda feira. 

   Calendário lunar - setembro de 2011

   Este dia é um tempo de conexão e expansão da Luz interna. Veja a Lua, sinta sua energia, conecte-se com a Luz do Sol que nos ilumina e alimenta. Veja mais sobre a Meditação da Lua Cheia na Agenda do nosso site:

http://www.shri-yoga-devi.org/agenda.html   

separador


Espaço de yoga Shri Yoga Devi
Campina Grande, Paraíba
http://www.shri-yoga-devi.org/