Blog Shri Yoga Devi
Bem vindos!!!
www.shri-yoga-devi.org
 
Postagens do Blog
+ 2013 / 1º semestre
+ 2012 / 2º semestre
+ 2012 / 1º semestre
+ 2011 / 2º semestre
+ 2011 / 1º semestre
+ 2010 / 2º semestre 
+ 2010 / 1º semestre
+ 2009 / 2º semestre
 
EU SOU
Flávia Bianchini
Satyananda Svarupini (Flávia). Sou Instrutora de Kundalini Yoga e Artista Plástica. Coordeno o espaço Shri Yoga Devi onde ministro aulas de Yoga. Veja o site:
www.shri-yoga-devi.org


Maha Devi
"Do meu Poder tudo brota,
Por meu Poder tudo se sustenta,
Por meu Poder tudo se dissolve.
Eu sou este Brahman sem dualidades."
Kaivalya Upanisad
Purusha Sukta
"O Hino do Homem"

Introdução e tradução para o português, por Roberto de A. Martins

Neste mês, disponibilizamos na seção de TEXTOS do nosso site a tradução para o português de um importante texto do Rig Veda, o "Purusha Sukta".

O Hino do Homem (Purusha Sukta) é um famoso texto do Rig Veda (X.90), que aparece também nos outros Vedas e é referido e comentado em muitas outras obras indianas tradicionais. Fala a respeito da natureza cósmica do Ser Humano, e é a base do pensamento que foi desenvolvido nas Upanishads e em outros textos posteriores, a respeito do Eu mais interno (Atman) que é idêntico ao Absoluto (Brahman).

Purusha

Brahman, no pensamento indiano, é um ser consciente e perfeito que está presente em tudo, é a base de todo o universo. Ele pode ser conhecido dentro de nós, através de processos de meditação e samadhi, pois constitui nosso núcleo mais interno. No Vedanta, esse Eu (Atman) não é uma simples parte de Brahman, mas é a totalidade divina. Nesse sentido, o Eu contém todo o universo e Eu estou em todas as coisas.

Os Vedas não apresentam essas idéias de forma muito clara, mas em alguns textos – como o Hino do Homem, que apresentamos aqui – é possível encontrar muitos dos elementos simbólicos que constituem os conceitos filosóficos desenvolvidos posteriormente.

O hino começa afirmando que “Purusha [o Homem] tem mil cabeças, mil olhos, mil pés”. É evidente que não está falando sobre um ser humano do modo como o conhecemos no dia-a-dia (com uma cabeça, dois olhos e dois pés) e sim sobre um ser cósmico. Se interpretarmos Purusha como a essência divina do ser humano, ele está presente em todos os seres, e nesse sentido tem milhares de cabeças, de olhos e de pés.

Porém, Purusha não é algo externo a nós. Ele está também dentro. O hino afirma: “Envolvendo a Terra por todos os lados, ele preenche o espaço de dez dedos”. Ao mesmo tempo que é um ser imenso, cósmico, Purusha ocupa um pequeno espaço dentro do nosso coração (na tradição indiana, o coração é o local da mente).

A versão do Purusha Sukta que apresentamos na seção de TEXTOS do nosso site contém uma introdução, o texto em sânscrito (em Devanagari e transliterado) e a tradução para o português.


Espaço de yoga Shri Yoga Devi
Campina Grande, Paraíba
http://www.shri-yoga-devi.org/